Como fazer a investigação de acidente de trabalho

Por Arienne Rocatto - 11/09/2018 09:49:44

É importante realizar uma investigação de acidente de trabalho para ajudar na prevenção, identificar as origens e principais causas. Dessa forma é possível evitar grandes perdas para a empresa, para os trabalhadores e suas famílias. É importante saber conduzir esse processo que haja o impacto desejado, vamos falar justamente de como realizar.

Alguns dos principais motivos para fazer a investigação de acidentes

Prevenir acidentes no trabalho

Achar a causa raiz e criar ações para combater os fatores que levam ao acidente e desencadeiam uma série de agravantes, para a empresa e a saúde do funcionário;

Evitar que acidentes leves possam gerar eventuais acidentes mais graves

Um acontecimento pequeno pode ser um fator agravante para ocasionar um acidente mais grave, por isso não basta tratar superficialmente a situação por se tratar inicialmente de um agravante leve.

Evitar ocorrências adversas similares

Vários pequenos acidentes podem ter uma mesma raiz causadora, reagindo a variáveis que levam a acidentes parecidos. De novo aqui a importância de se investigar e encontrar causa raiz para se ter uma solução consistente.

Promover melhoria dos processos de segurança

Com a investigação é possível criar ações mais efetivas para fazer a prevenção e o controle da segurança e saúde.

Identificar a causa raiz pode ser uma questão complicada e trabalho, pois, são vários componentes que interferem na atividade, tais como: o indivíduo, o método de trabalho, os equipamentos, a material prima, o meio ambiente, o gerenciamento, entre outros fatores.

A investigação de acidentes identifica os diferentes componentes que interferem na atividade, não se restringindo apenas aos fatores imediatos, razões óbvias. Dito isso vamos conferir alguns passos para realizar da melhor maneira a investigação.

ETAPA 1

Ao acontecer um acidente de trabalho a primeira coisa a se fazer é, obviamente, os primeiros socorros. É importante conversar como o acidentado, buscando entender o que e como aconteceu. Essa conversa deve acontecer o quanto antes possível para que a pessoa consiga informar com mais detalhes.

ETAPA 2

Em um segundo momento o ideal seria conversar com testemunhas, separadamente, para verificar as histórias e se os fatos apresentados de fato coincidem. Caso algum ponto não bata é importante manter o foco e se aprofundar, para não se permitir criar uma predefinição sem os fatos completos.

Etapa 3

Depois de coletar as informações, é preciso pegar as informações do processo produtivo da empresa. Talvez naquele dia o processo possa ter atrasado, ou tinha uma entrega atrasada, uma máquina com problema ou com falha na manutenção, etc.

Tendo as informações sólidas em mãos, agora sim podemos documentar tudo. Mas atenção, é importante lembrar que esse processo não é para descobrir culpados, falhas acontecem, pessoas erram, a finalidade da investigação é saber onde aconteceu o erro e o porquê.

ETAPA 4

Hora de documentar as informações e escrever sua análise de acidentes. Tão importante quanto a análise dos acidentes é fazer a análise dos incidentes pois, uma vez que a atual prevenção não foi o suficiente para extinguir os riscos, um sinal que há melhorias a se desenvolver.

Quanto mais maduro são os processos da empresa na questão de segurança e saúde do trabalho, mais seu nível de qualidade aumenta. Isso é um trabalho constante e que precisa envolver a todos na organização.

Como você realiza a investigação de acidente na sua empresa? Compartilha esse artigo nas redes sociais e comenta com a gente.

Veja também

O que é o PPRA e quem deve elaborá-lo?

O PPRA é a sigla para Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. É um documento obrigatório para empresas, mas sua elaboração e as condições que regulamenta costuma gerar muitas dúvidas, por isso vamos falar mais detalhes a respeito.

Leia Mais

O treinamento da NR33 e NR35 pode ser feito online?

NR33 curso de trabalho em Espaço Confinado e NR 35 Trabalho em Altura, são treinamentos que dão base para os profissionais que enfrentam essas condições de trabalho.

Leia Mais

Quem deve fazer o curso da NR 35, trabalho em altura?

Nesse artigo vamos falar sobre do que se trata a NR 35 Trabalho em altura, quais são as exigências dessa norma e para quem é indicado seu treinamento. Vamos lá?

Leia Mais

O que é o eSocial e como impacta a segurança e saúde do trabalho?

O eSocial é uma nova medida do Goveno Federal e afeta bastante a rotina do profissional da área de segurança e saúde do trabalho. Nesse artigo vamos te contar tudo o que você precisa para ficar por dentro desse assunto.

Leia Mais